Lendo a coluna do Gregório Duvivier, lembrei de uma decisão que tomei a pouco tempo: contribuir com o projeto dos outros.

Vários motivos levaram essa decisão, de certa forma é um modo produtivo de me penalizar por não tirar minhas próprias idéias do papel. Resolvi usar o dinheiro de algumas cervejas e apoiar projetos interessantes todo mês e abrindo mão de qualquer benefício (ainda estou analisando a última parte =) ).

É claro que não é apenas uma forma concretizar financeiramente tudo o que deixo de realizar, mas também de viabilizar outras iniciativas pelo simples fato de querer contribuir com um projeto legal e me conectar com outras pessoas. Se não conhece o crowdfunding, recomendo que acesse o catarse (ou similares) e dê uma olhada nos projetos, certamente um deles pode chamar sua atenção.

Ainda acho a quantidade de projetos muito pequena, se focarmos na área de tecnologia, isso se reduz "a quase nada".

Empreender pode ser assustador, mas é sempre uma visão aplicada na realidade das pessoas, um sonho para utópicos, soluções para os mais práticos.

Como a coluna diz, sempre tem gente querendo apontar erros. Pode ser cultural ou qualquer outra coisa, hora ou outra também caímos nesse redemoinho que são as redes sociais. Ainda assim, mesmo sem fazer quase nada é possível ajudar alguém a fazer algo mais significativo nesse mundão.

Pode ser uma boa maneira de tomar fôlego antes de partir para ação. Inspire-se.

o/

Say something